domingo, 9 de maio de 2010

A GOSTOSA DA GAFIEIRA

“Se os seríssimos diretores africanos (Ola Balogun) Ousmane Sembene, Oumarou Ganda e outros) soubessem como o cinema brasileiro de “carregação” pensa que mitifica a mulata, a mulher de parcial origem afro, na certa teriam um colapso. Pois aqui, via o produtor-diretor Roberto Machado, vem mais uma irresponsabilidade ou uma torpeza tipo “Uma Mulata para Todos” etc. “Jovem e fogosa mestiça, considerada a rainha da gafieira, conquista todos os homens com sua beleza e fascinio, sabe como enredá-los, e nisso é inigualável, servindo-se de todos eles, mas não se prendendo, nem repetindo nenhum. Um dia some e os saudosos vêm a saber, por um deles, que seu comportamento “Mae West” (nos filmes) era causado por se saber condenada pela leucemia”. Como vemos, uma espécie de “Vitória Amarga” de Bette Davis, mas uma “Vitória Amarga” de cinema comercial carioca...”


Publicado originalmente no "O Estado de S. Paulo" de 21/06/81.

6 comentários:

chicomos disse...

E como podemos fazer para assistir esse filme?

Anônimo disse...

como faço para comprar o filme a gostosa da gafieira,com a atriz jucilea telles Marcos

Sergio Andrade disse...

Chicomos e Marcos - Acho que não foi lançado em DVD. O jeito é torcer para que o Canal Brasil o exiba ou alguma alma caridosa o restaure em DVD.

Abs

pgborges disse...

pgborges.borges@ig.com.br - Como faço para adqyurir o filme A gostosa da gafieira Com Jucileia Telles?

Sergio Andrade disse...

Quem souber por favor nos informe!

ADEMAR AMANCIO disse...

No cartaz desse filme consta que contém cenas de sexo explícito.Será?