quinta-feira, 17 de maio de 2007

VÍTIMAS DO PRAZER: "SNUFF"

"Carlos Reichenbach (um episódio de "As Libertinas", depois "Corrida em Busca do Amor" e "Lilian M") adora filmes como "Os Profissionais do Sadismo" ("Femmina Riddens"), a obra-prima estranhamente erótica e marginal do italiano Piero Schivazappa, que aqui passou quase despercebida. Outro diretor paulista, Jean Garret, também deve apreciar tipo e gênero, já que se sai melhor quando nas imediações. Pois Reichenbach é o co-autor, roteirista e dialoguista desta fita que gira em torno de dois malandros (dos EUA, "naturalmente", mas que ao final se revelam de outra procedência) que fazem filmes "pornô" no qual as atrizes seriam assassinadas "ao vivo". Cláudio Cunha dirigiu. E a fita chega-nos agora na triste circunstância de ser possivelmente a derradeira em que atuou Hugo Bidet, talentoso, personalíssimo, uma espécie de Melvyn Douglas legitimamente carioca e cujo desaparecimento recente constitui uma das mais lamentáveis e irreparáveis perdas sofridas pelo cinema brasileiro."

Publicado originalmente no "O Estado de S. Paulo" de 01/05/77.

5 comentários:

Matheus Trunk disse...

Oi Serjão. Eu já vi e gosto inclusive de "Snuff", porém a crítica do mestre Biáfora consegue ser melhor que o filme. Devemos redescobrir e correr atrás de tão extraordinário crítico, que somente por meio de um blog como esse é possível. Desde já os meus parabéns pela excelente iniciativa.

sergio disse...

Oi, Matheus! Sabe que nunca vi "Snuff". Uma falha imperdoável, ainda mais que tem a musa Rossana Ghessa.

Obrigado pelas palavras, Matheus, este blog é uma modesta homenagem a esse grande crítico ainda pouco conhecido. Abraço!

Marcos A. Felipe disse...

Ué, vc põe um blog na avenida e não divulga? Cheguei aqui via o blog da Andrea. Mesmo sem conhecer patavina alguma do cinema popular brasileiro, vou ficar acompanhando esse resgate histórico. É bom voltar e ver como os outros viam o cinema.

sergio disse...

Marcos, eu divulguei no KinoCrazy, acho que você nao percebeu, ainda está na página principal.
Irei publicar aqui textos do Biáfora não apenas sobre cinema popular brasileiro mas também o cinema japonês, em especial.
E desde já obrigado pela audiência, Marcos rss. Abraço!

Graciele disse...

Sergio, sabe o que não esqueço? Vc me ajudou nas fotos de Snuff na Cinemateca...