quarta-feira, 25 de julho de 2007

O JOVEM DRÁCULA ("DRACULA IN BRIANZA")

“A voga Lando Buzzanca está, talvez, já passando. Contudo, mesmo acusado – indevidamente – de “chanchadeiro”, a maior parte de suas fitas tem apresentado qualidades de um humor que pode ser sal grosso ou popularesco mas sempre é baseado na graça, no engenho, na crítica ferinamente natural, na boa observação humanística, bem italiana. E não estamos nos referindo só aquele excelente “O Deputado Erótico” (“Al Onorevole Piacevano le Donne”), que a nossa censura fez muito por mal proibir. E aqui está Buzzanca, desta vez indo a uma fonte que não podia deixar passar: o vampirismo, Drácula, etc. Agora ele é um rico industrial siciliano, casado com esposa indiferente e abusivamente explorado pela parentela. Indo à Romênia a negócios, acaba seduzido por um descendente do Conde Drácula e volta à Itália transformado num vampiro que se reconhece em verdade muito menos vampiro e muito menos demoníaco que todos os sádicos e sanguessugas que infestam a vida moderna. O diretor é Lucio Fulci, muito mais civilizado e empenhado em pessoa do que nos filmes que fazia com a dupla Franco Franchi-Ciccio Ingrassia (que por sinal também está no elenco) mas mesmo assim apto a cumprir com normalidade sua tarefa.”

Publicado originalmente no "O Estado de S. Paulo" de 31/10/76.

7 comentários:

Ronald Perrone disse...

Muito bom! Biáfora falando de Fulci... esse filme eu não conhecia...

Matheus Trunk disse...

Excelente crítica e excelente seleção.

sergio disse...

RONALD E MATHEUS - Valeu, caras! Obrigado pelos comentários.

Abraços!

Graciele disse...

Essas críticas são uma viagem deliciosa no tempo. Adoro esse resgate, Sergio, é um presente para nós. Continue!

Renata Cezimbra disse...

Não tem um no mundo que tenha esse filme com legenda em ing ou esp? Ou até mesmo dublado?

Sergio L. Andrade disse...

Já encontrou alguma cópia legendada Renata?

Renata Cezimbra disse...

Encontrei dublado em espanhol numa cópia VHS-Rip de boa qualidade, Quero postar nos fóruns que frequento, mas fazer legenda de ouvido é uma coisa que não sei.