domingo, 8 de julho de 2007

QUANDO O SEXO É PECADO ("LE FARÒ DA PADRE")

"Antes da eclosão do "neo-realismo" ("Giacomo, l'Idealista", com a bela Marina Berti; "La Freccia nel Fianco", com a também bela e ainda mais sensível Mariella Lotti) e logo no início daquele movimento ("O Bandido", levando às culminâncias a violenta e verista atração de Anna Magnani; o d'annunzianismo de "Il Delito di Giovanni Episcopo") e, mais tarde, já em plena voga da "nouvelle vague" francesa (enfrentando gravemente o cerco em "I Dolce Inganni", com Catherine Spaak e "Guendalina", com Jacqueline Sassard) Alberto Lattuada sempre foi o que se chama um verdadeiro diretor de cinema. E agora, segundo referências, volta à sua melhor maneira com este surpreendente "Le Farò da Padre". A história gira em torno da ambição e falta de escrúpulos de um advogado (Luigi Proietti), que numa espécie de "golpe do baú" torna-se amante de uma condessa rica e igualmente cínica (Irene Papas) e a fim de melhor lograr seu plano lança vistas à filha adolescente (Teresa Ann Savoy) da amante, menina problema, quase de fixações infantis, mas também consciente de seu perigoso poder de sedução e para a qual ele promete "ser um pai", ao avocar a futura gerência de seus bens. É então que aparece o "mas" sempre inevitável em certo tipo de cálculos e de planos, deixando a descoberto a torpeza mas igualmente o vulnerável, quando e em quem menos se espera. Ao que tudo indica, um filme para as listas dos melhores do ano."

Publicado originalmente no "O Estado de S. Paulo" de 24/10/76.

4 comentários:

Ronald Perrone disse...

Excelente... mais um filme que não conhecia. Agora o difícil é encontrar...

sergio disse...

Ronald, se você encontrar faço questão de ter uma cópia hehehe!

Felizmente assisti vários outros filmes do Lattuada e concordo totalmente com o Biáfora. Lattuada é um dos melhores (e menos lembrados!) cineastas italianos de todos os tempos!
Um abraço.

Ronald Perrone disse...

Sim sim, eu quase não ouço falar dele e não vi nada que ele tenha dirigido... se um dia conseguir esse filme, pode deixar que lhe mando uma cópia com certeza, heheh!
Abraços!

sergio disse...

Ronald, acho que o único filme do Lattuada em DVD é Luci del varietá, mesmo assim porque é co-dirigido por Fellini.
Quem sabe a Versátil, que tem feio um ótimo trabalho com diretores italianos, venha em nosso socorro? hehe!