terça-feira, 1 de julho de 2008

SINBAD, O MARUJO TRAPALHÃO

"Não obstante Renato Aragão não seja um comediante sofisticado, nem o diretor Tanko ainda esteja disposto a arriscar em filmes elogiados e premiados mas pouco vistos (como “Areias Ardentes” e “A Outra Face do Homem”) a verdade é que esta série de comédias que ambos estão apresentando são das coisas mais limpas e menos nocivas que se fazem atualmente entre nós, em matéria de cinema. Aragão está ganhando em espontaneidade e Tanko sempre é o mesmo “expert” no manejo da imagem, um dos maiores com que contamos. Para o público a que se destina, uma realização nacional justificável.”

Publicado originalmente no "O Estado de S. Paulo" de 27/06/76.


2 comentários:

rodrigo disse...

Oi, Sergio. Tudo bem? Somente hje, meio por acaso, descobri esse blog (que já existe há mais de um ano). Gosto muito das críticas do Biáfora. Peço que poste, se tiver, algo dele que diga respeito à filmes de cangaço ou faroestes brasileiros (como OS VIOLENTADORES, que vc já postou aqui). Obrigado e parabéns pelo blog.

Rodrigo Pereira

Sergio Andrade disse...

Rodrigo, obrigado pelo comentário. É sempre bom ter esse retorno dos leitores. Abraço!