domingo, 22 de fevereiro de 2009

AS MIL E UMA NOITES DE PASOLINI (‘Il Fiore Delle Mille e Una Notte”)


"O penúltimo filme com que Pasolini encerrou sua chamada “trilogia da vida” na qual já havia abordado Boccaccio (71) com Il Decamerone e Chaucer (72) com I Racconti di Canterbury. Todos aqui tiveram problemas com nossa nada atilada censura e só chegaram com o atraso que sabemos (este é de 74!), deixando, como sempre, o ambiente brasileiro em situação de vexame e primitivismo ante o consenso internacional. Do cineasta restam agora para vermos apenas sua derradeira realização Saló o le 120 Gionarte di Sodoma (75/76), elogiadíssimo gráfico e semidocumentário longo também por inícios de 70 feito para a televisão italiana (“Appunti per una Orestiade Africana”), bem como outro longa “Comizi d’Amore (65), mais um documentário (“La Rage”) e duas outras fitas de várias histórias realizadas conjuntamente com outros diretores: Capriccio all’Italiana (66) e “Amore e Rabbia” (69). No caso presente, o cineasta foi beber na fonte das lendas islamíticas do Alf Laylah wa-Laylah, ou seja as “As Mil e Uma Noites”. Pelo jeito o mood poderá ser mais italiano que árabe, como aliás aconteceu com o “inglesismo” de “Canterbury”, mas ninguém irá queixar-se disso, só interessando se o filme, que conquistou o “Prêmio Especial do Júri” em Cannes-74, segundo dizem, deva ser bem mais efetivo que “Canterbury”, embora possa não ser mais envolvente que Il Decameron.”


Publicado originalmente no "O Estado de S. Paulo" de 06/12/81.


Um comentário:

Roberto Acioli disse...

Olá

Cheguei aqui direcionado pela sugestão de leitura de Kino Crazy.

Tenho tentado montar um painel da obra de Pasolini e, saber que o Brasil teve de esperar até 1981 para ver esses filmes, dá bem a dimensão planetária do interesse que se tinha em levar suas teses ao esquecimento [no caso de Salò, eu diria que até hoje isso acontece].

Confira: "Pasolini e o Sexo Como Metáfora do Poder" - Cinema Italiano:http://cinemaitalianorao.blogspot.com/

Veja também - cinema Europeu: http://cinemaeuropeu.blogspot.com/

Grande abraço